Arquivo da tag: Álcool

Como gelar sua cerveja mais rápido!

Nesses dias de calor, com sensação térmica from hell, você louco pra sair do trabalho, chegar em casa e tomar aquela gelada! Ou independente se estiver calor, se você quiser ouvir um som, assistir algum jogo, trocar uma ideia… sabe aquele primeiro gole de secar o copo? Aquela laceada pra mais breja que virá? Aquela que você toma e diz: PUTA QUE PARIU, QUE DELÍCIA!

Pois bem, isso se você é um cara prevenido e já deixou algumas gelando em casa… certo? CEEEEEEERRTO! Você bate o olho (eles brilham), a cerveja olha pra você e BANG! Você merece!!! Trabalhou pra caralho, missão cumprida por hoje, ou meu time vai ganhar nessa porra olê olê olá!

Mas e a frustração de lembrar que você NÃO TEM breja gelada? (fuck!) A vontade é um bagulho triste! Ou ainda naquele churrasco, a necessidade de gelar ela depressa, mais breja chegando, tudo quente (isso quando não tem gente trazendo cerveja ruim quente, e tomando as boas geladas… dispensa comentários.)

Aqui temos algumas maneiras de gelar a sua breja mais rápido! Se você pesquisar, todas prometem fazer isso em tempos estipulados (de 1 à 15 ou 20 minutos…), mas desencana porque isso depende de muita coisa! Então paciência que ela vai gelar mais depressa do que se estivesse no freezer e já era!

PRIMEIRO: Com gelo, álcool e sal (ou só sal, ou só álcool)

Forre o fundo com gelo, disponha a cerveja e mais gelo pra cima! Alguns misturam separadamente tipo meio quilo de sal com meia jarra de água (mistura concentrada) e jogam por cima, depois mais ou menos a mesma quantidade de álcool; mas se você jogar tudo lá em cima do gelo dá certo também! Nota: Sal grosso é melhor!

Por que?

O ponto de congelamento da água é muito próximo a 0°C, quando você adiciona sal ou álcool na água esta se torna uma solução e esta temperatura reduz, podendo baixar para algo em torno de -8 à -10°C (isto devido às propriedades desta solução). Já se perguntou porque a vodka não congela? O freezer não atinge a temperatura mínima necessária! Ou já pensou no combustível usado em carros em países que nevam, se o tanque congelar? Pra isso são usados aditivos que reduzem a temperatura necessária para o congelamento, o princípio é o mesmo!

SEGUNDO: Com extintor de incêndio de CO²

Aponte e aperte o gatilho! CO², dióxido de carbono (nome popular: gelo seco), solidificado ao ser resfriado a uma temperatura inferior a -78°C. É um gás mais denso que o ar, pressurizado em estado líquido, ao ser utilizado é expelido em forma de gás. O bagulho é gelado! Só presta atenção quando for utilizar, você pode facilmente congelar a cerveja (como no vídeo abaixo), e tenho certeza que você não quer isso…

Vai lá, espertão!

Por que?

O gás ao ser expelido sofre um aumento rápido de volume, de modo a não trocar calor com o ambiente, tendo consequentemente uma diminuição de temperatura. Nota: É extintor de CO², e não de pó químico, quer morrer?

TERCEIRO: Com nitrogênio líquido

Coloque as cervejas em um recipiente e despeje o nitrogênio líquido! Acabou!

Por que?

Essa parada tem a temperatura de -196°C, quando em contato com outra superfície ele inicia uma troca de calor, “roubando” e consequentemente diminuindo a temperatura de outro corpo. Só que, se com CO² você já poderia congelar facilmente a cerveja, neste então… é 1 minuto e tira logo! Nota: Não toque o nitrogênio, você pode sofrer graves queimaduras (é gelo mas queima!)

QUARTO: Com papel toalha molhado

Enrole a cerveja no papel toalha, molhe e coloque-as no freezer.

Por que?

O papel por ser fino e estar molhado, congela facilmente! Oferecendo uma ótima superfície de contato com a cerveja, gelando mais depressa! Simples né?

É isso, agora pode gelar sua breja, descansar depois de um dia longo de trabalho, ouvir aquele som ou assistir aquele jogo! Ou contar isso pros amigos no próximo churrasco!

Postado por Fábio (Grilo)

Anúncios

Como tomar cachaça!

Dando início ao que dá nome ao nosso blog, prestamos aqui praticamente um serviço de utilidade pública, de como se deve tomar cachaça!

(Não se trata de nenhuma avaliação feita por um profissional, é só do nosso jeito!) 

cachaça

Delícia!

Já experimentou e não gostou? Fez careta? Pareceu que a cachaça desceu queimando seu trato digestivo? É porque você bebeu errado!

Como existem momentos pra tudo na vida, tem horas que você quer chutar o balde e bebe como se não houvesse amanhã (sem problemas e não julgamos você!), agora se quer aprender a degustar a cachaça, você está no lugar certo!

Lembrando que a diferença entre cachaça e pinga, basicamente é de que a cachaça é armazenada em barris ou tonéis de madeira por um tempo determinado, ação que produz alterações nas composições químicas, no aroma, sabor e na cor da bebida de acordo com a madeira utilizada. E independente da marca de cachaça, ou qual é a nossa preferida, cada um tem seu gosto!

A primeira avaliação da cachaça é a visual, sua oleosidade que pode ser verificada virando e girando o copo, quando a cachaça escorre pelas beiradas do copo formando ondulações (lembrando óleo), significa boa qualidade!

Ainda na avaliação visual, deve ser avaliada sua transparência. Durante o processo de destilação da cachaça, o início e o final desta etapa (cabeça e rabo) são descartadas devido serem inadequadas para uso. A turvação da cachaça pode ser indício de mistura da cachaça apropriada (coração) com estas partes.

Depois tem o aroma, blá blá blá acidez… blá blá blá blá

Ao degustar a cachaça, primeiro você sente seu aroma tentando identificar onde ela foi curtida (sei lá, tenta!). Ao sentir o aroma você prende a respiração e toma em pequenos goles, somente depois soltando o ar. Neste momento, você percebe que a cachaça não desce queimando a garganta e que seu sabor amadeirado fica evidente, conseguindo assim distinguir uma boa cachaça!

Vale a dica: Eu particularmente, curto ainda tomar a cachaça revezando com alguns goles de cerveja bem gelada, ou até água com gás!

Agora de como tomar tequila eu vi um jeito legal, que vale experimentar algum dia!

E é isso, você está pronto pro final de semana!

Postado por Fábio (Grilo)