Pixação com extintor de incêndio

Pixação também é arte, porquê você acha que não? Crime por dano ao patrimônio público? Eu não acho, na Antiguidade foram evidenciados elementos da pixação que continham desde xingamentos à poesias. Na Idade Média padres pixavam muros de conventos alheios no intuito de expor sua ideologia, criticar doutrinas contrárias às suas ou mesmo difamar governantes. Sejam utilizados em revoltas estudantis ou governamentais, protestos, disputas territoriais, moral, preza, é considerada transgressiva, predatória, visualmente agressiva, interfere, degrada, é suja! É uma parada que subverte valores.

A facilidade hoje está tão grande pra aquisição de latas de spray, sejam elas das mais variadas cartelas de cores possíveis, sprays “pocket”, sprays de até 750 ml, válvulas macias, baixa e alta pressão, com cheiros adocicados (de banana!) e até silenciador de cap’s!

Trecho do 100Comédia

Agora estão substituindo as latinhas de spray pelo extintor de incêndio, e tudo graças a esse cara aqui, KIDULT!

KIDULT

Inconformado com o sistema capitalista e a comercialização do grafite, este francês através do movimento chamado “Illegalize Graffiti”, demonstra em suas pixações feitas com extintor toda a sua revolta nas vitrines das grandes marcas internacionais como SoHoHermés, Céline, Christian Loubotin, Supreme, Louis Vuitton e Marc Jacobs (este último por curiosidade fotografou a fachada de sua loja e estampou em camisetas e bonés e continuou vendendo a um preço absurdo, em dois “ataques” de KIDULT) que como diz ele, usaram o grafite como uma ferramenta para lucrar e se promover.

O resultado da pixação utilizando o extintor de incêndio são com letras que passam dos sete metros de altura, é um bagulho agressivo, extremo! Aqui no Brasil também tá rolando!

Moris / BS

LARPUS

NAO

VERS

LARPUS

LARPUS

LARPUS

Postado por Fábio (Grilo)


Os três porquinhos (original)

A história de OS TRÊS PORQUINHOS tá todo mundo doente de saber, por curiosidade as primeiras edições do conto datam do século XVIII, porém imagina-se que a história seja muito mais antiga. O conto se tornou mais conhecido graças à versão em animação feita pela Disney em 1933, foi o filme que introduziu nome para eles – Cícero, Heitor e Homero (em português) ou Fifer Pig, Fiddler Pig e Edmund Pig (em inglês).

Particularmente, acredito que seja como um telefone sem fio, que de tantas vezes contada alguns detalhes se perdem, quando não a história é alterada abruptamente! Tá certo que existem muitas histórias sobre teorias da conspiração em cima de vários desenhos animados por aí, mas esta história vai ser a que vou contar pros meus filhos(as) porque é nessa que eu acredito que seja a verdadeira!

THREE LITTLE BOPS, desenho produzido pela Warner Bros (série Looney Tunes) em 1957 por  Friz Freleng (o dono da parada!). Conta esta história mergulhada no jazz, onde The Big Bad Wolf quer simplesmente fazer uma jam session com os porquinhos, porém suas qualidades musicais não são muito boas para tal, e os porquinhos não querem sua presença na banda.

Lembra do que falei sobre teoria da conspiração? Se ligou que o Lobo Mau não manjava nada de seu trompete (a não utilizá-lo pra assoprar e assoprar), e depois que morreu e foi ao inferno ele surpreendentemente aprendeu? Na letra da música é revelada que a explosão não enviou o lobo para o céu, mas até o inferno (“outro lugar”), onde sua forma de tocar trompete melhora, quando os porquinhos ouvem isso um deles responde orgulhosamente, “The Big Bad Wolf, he learned the rule: You gotta get hot to play real cool!”.

Significa que todos trompetistas são from hell?

Agora, tem a história alternativa também contada nesse som aqui pelo GREEN JELLY, e muita atenção pro final, quem aparece pra fazer uma surpresa pro inconveniente “Seu” Lobo.

 

Bom, decidi! Pros meus filhos irei contar as duas histórias!

Postado por Fábio (Grilo)

 


Keith Morris e OFF!

Esse final de semana (dias 16 e 17/11) foi coroado pelos dois primeiros show do OFF! no Brasil, iniciando sua turnê por aqui! E (óbvio) estivemos lá para acompanhar essa pedrada!

OFF! é uma banda punk criada em 2009 por Keith Morris (Circle Jerks/Black Flag), Dimitri Coats (Burning Brides), Steven Shane McDonald (Redd Kross) e Mario Rubalcaba (Rocket From the Crypt/Hot Snakes). O grupo surgiu a partir de composições que deveriam integrar um novo disco do Circle Jerks, produzido por Coats. Um desentendimento entre Morris e os outros membros da banda fez com que a produção do álbum fosse abortada, levando à formação do OFF!

Dia 16/11, noite agradável em SP, breja gelada, fila quilométrica (mas era só pressão, entrada de boa!), adentramos o recinto onde Keith Morris já colocou os pés em 2009 com o Circle Jerks, já esperando pela cacetada!

“Somos altos, barulhentos, rápidos, prepotentes e desafiadores. Tudo aquilo que os seus pais não gostam.” Keith Morris

Com abertura da banda Water Rats de Curitiba, que também abriu o show deles em sua terra natal, não conseguiram agitar tanto a galera que estava na pilha pelo OFF!

Keith Morris e Steven Shane McDonald

Keith Morris e Steven McDonald

Sem muita demora o OFF! já entra no palco mandando muitos sons um atrás do outro (tipo tudo!) o que para os ali presentes tornou-se um momento fóda! Rápido, pesado, agressivo, enérgico, gritado, porém com um Keith meio chato! Se liga no trecho que gravei do show, ele “puto” com um mano que embaçava pra dar mosh (~11min.), tendo que lhe ensinar em etapas: One, Two, Three!” Ou quando lhe pedi um simples “Say Hello” pra câmera (~31min.) olha o que ele me respondeu!

 Tá aí o recado pro nosso blog ESCUTO VINIL E BEBO CACHAÇA!

E a pedrada seguiu! Casa lotada, som fóda!

Em determinado momento do show uma pessoa da platéia levantou a capa de um disco do Black Flag, quando Keith disse: “Eu fiz essa banda com o meu melhor amigo do mundo, hoje ele é o maior cuzão do mundo”. E palmas da galera!

“O instinto dos músicos fala muito alto, a gente se entende no momento em que devemos fazer uma curva para a esquerda. Não estamos para brincadeira” Keith Morris

20131117_211834

20131117_211850

20131117_212609

20131117_212625

20131117_212628

20131117_212636

Keith com seus 58 anos de idade destrói tudo de qualquer jeito! Já no dia seguinte (17/11) a casa estava menos cheia e começou mais cedo! Tempo já frio, ameaçando aquela chuva mas a breja ainda continuava gelada! A banda de abertura inicial, Cristo Bomba (RJ) foi substituída pelo Leptospirose (SP), surpreendendo a galera mas também sendo um ótimo show! (vide final do post).

Também sem demora, OFF! adentra o palco com Keith apresentando um por um e dando o primeiro indício de que ele estava chatão ainda, quando durante a apresentação dos integrantes ele reclamou da fumaça que era solta inicialmente no palco, pedindo encarecidamente: “No, no smoke! No smoke, please Mr. Special Effects Guy, no smoke please!” Mas na sequência já iniciaram o que fazem de melhor, rasgando só sonzêra uma atrás da outra!

Keith Morris diz que se apresentar com o OFF! afina seu sangue quando sobe ao palco.

20131117_213955

20131117_214012

“Estou tocando com um novo grupo de caras e a combinação traz uma nova energia.” Keith Morris

IMG-20131118-WA0011

IMG-20131118-WA0012

Dimitri Coats, Keith Morris, Mario Rubalcaba e Steven McDonald

Keith dessa vez reclamava do seu retorno, porém já dava mais risadas, estava mais raivoso nos ápices dos sons, citava o ator Robert De Niro como seu preferido bem como seus filmes, o porque do “King Kong Brigade”, e não permitindo que ninguém que estava ali vendo o show ao menos piscasse os olhos! Ao término do show ficou aquele sentimento de que foi pouco, que essa energia seria necessária mensalmente… nenhum show mais será a mesma coisa! Se você não foi, perdeu a oportunidade FÓDA de ver essa banda de perto, trocar uma idéia com eles depois do show, pegar autógrafos e tirar fotos, agora resta esperar que no próximo certeza que estaremos presentes também!!!

Sobre a substituição do Cristo Bomba pelo Leptospirose, em pesquisa pelo facebook do pessoal que colou, citaram diversos motivos… que o pessoal do Cristo Bomba quis colar no show de sábado de graça e a organização não deixou, eles achavam que tinham direito porque iriam tocar domingo, pesaram nos caras, que a mudança se deu à mesquinharia dos donos da casa, diz que polícia apareceu, encrenca desnecessária, o batera e outro cara foram presos e uma galera foi pra delegacia acompanhar, ENFIM! Mas não foi isso que impediu de mandarem um som, se liga neles tocando lá na rua, a música CROCODILA do RATOS DE PORÃO!

Botaram pra foder  mesmo do lado de fora, isso é PUNK!

D O  I T  Y O U R S E L F !

Postado por Fábio (Grilo) / Vinícius Cuesta


Garotas usando tênis e vestido/shortinhos…

… é foda demais. Não tem como começar a falar sobre isso sem deixar claro o quanto é sensacional. Não é preciso ser estilista ou entendedor de moda para apontar a visão masculina diante do universo feminino, não é mesmo? Sou daquelas pessoas que pensam que um tênis diz muito sobre sua personalidade. Não me refiro a marca, mas ao estilo do seu tênis. Seu design, cores, ou até mesmo aquele tênis velho, sujo e rasgado que sua mãe quer que você jogue no lixo.

tenis-vans-feminino

Com valores variando entre R$100,00 e R$500,00 em um pisante, o mais caro não é garantia do mais bonito e estiloso, nem o fato de ser da mesma marca garante que ele tem o estilo para tal visual. Você pode, por exemplo, ter um Nike Air Jordan, Air Force ou Air Max completamente estilosos ou pode ter a porcaria de um Nike Shox. Tudo questão de estilo, personalidade e peso no seu bolso, pois infelizmente no Brasil tênis é muito caro. Modelos que na gringa você paga até U$70,00 ou U$80,00 dólares, vem para o Brasil custando mais de R$350,00 reais.

vestido + tênis 8

E pensando em estilo e feminilidade a maioria dos caras gostam sim de uma garota com um belo salto alto. Talvez os homens de 1,60 de altura se sintam meio intimidados, mas na maioria dos casos todos nós gostamos. Dá aquele ar sexy e elegante inquestionável. Mas em muitas ocasiões diárias, uma garota usando o tênis certo com um shortinhos ou um vestidinho do dia a dia ganha um milhão de pontos e admiradores. Parece a combinação perfeita do despojado com o estiloso.

Algumas dicas de modelos de tênis femininos para usar com shortinhos / saias / vestidos: 

Adidas La Trainer
Adidas Superstar
Converse All Star
New Balance 574
Nike Air Force
Nike Air Max
Onitsuka Tiger
Vans Old School
Vans Canvas Authentic

Então meninas, todas as vezes que estiverem usando um shortinhos jeans, um vestidinho despojado ou uma saia e estiverem usando um SNEAKERS ESTILOSO (por favor, não confundir com aquele tênis com salto alto ridículo que um dia já foi moda) sempre haverá pelo menos um cara gostando muito do seu visual.

tenis-looks-estilosos-com-conforto-158137-4

de-repente-tamy-aprendendo-a-usar-converse-04

Postado por Bruno Fortunato (Brunold)


Como gelar sua cerveja mais rápido!

Nesses dias de calor, com sensação térmica from hell, você louco pra sair do trabalho, chegar em casa e tomar aquela gelada! Ou independente se estiver calor, se você quiser ouvir um som, assistir algum jogo, trocar uma ideia… sabe aquele primeiro gole de secar o copo? Aquela laceada pra mais breja que virá? Aquela que você toma e diz: PUTA QUE PARIU, QUE DELÍCIA!

Pois bem, isso se você é um cara prevenido e já deixou algumas gelando em casa… certo? CEEEEEEERRTO! Você bate o olho (eles brilham), a cerveja olha pra você e BANG! Você merece!!! Trabalhou pra caralho, missão cumprida por hoje, ou meu time vai ganhar nessa porra olê olê olá!

Mas e a frustração de lembrar que você NÃO TEM breja gelada? (fuck!) A vontade é um bagulho triste! Ou ainda naquele churrasco, a necessidade de gelar ela depressa, mais breja chegando, tudo quente (isso quando não tem gente trazendo cerveja ruim quente, e tomando as boas geladas… dispensa comentários.)

Aqui temos algumas maneiras de gelar a sua breja mais rápido! Se você pesquisar, todas prometem fazer isso em tempos estipulados (de 1 à 15 ou 20 minutos…), mas desencana porque isso depende de muita coisa! Então paciência que ela vai gelar mais depressa do que se estivesse no freezer e já era!

PRIMEIRO: Com gelo, álcool e sal (ou só sal, ou só álcool)

Forre o fundo com gelo, disponha a cerveja e mais gelo pra cima! Alguns misturam separadamente tipo meio quilo de sal com meia jarra de água (mistura concentrada) e jogam por cima, depois mais ou menos a mesma quantidade de álcool; mas se você jogar tudo lá em cima do gelo dá certo também! Nota: Sal grosso é melhor!

Por que?

O ponto de congelamento da água é muito próximo a 0°C, quando você adiciona sal ou álcool na água esta se torna uma solução e esta temperatura reduz, podendo baixar para algo em torno de -8 à -10°C (isto devido às propriedades desta solução). Já se perguntou porque a vodka não congela? O freezer não atinge a temperatura mínima necessária! Ou já pensou no combustível usado em carros em países que nevam, se o tanque congelar? Pra isso são usados aditivos que reduzem a temperatura necessária para o congelamento, o princípio é o mesmo!

SEGUNDO: Com extintor de incêndio de CO²

Aponte e aperte o gatilho! CO², dióxido de carbono (nome popular: gelo seco), solidificado ao ser resfriado a uma temperatura inferior a -78°C. É um gás mais denso que o ar, pressurizado em estado líquido, ao ser utilizado é expelido em forma de gás. O bagulho é gelado! Só presta atenção quando for utilizar, você pode facilmente congelar a cerveja (como no vídeo abaixo), e tenho certeza que você não quer isso…

Vai lá, espertão!

Por que?

O gás ao ser expelido sofre um aumento rápido de volume, de modo a não trocar calor com o ambiente, tendo consequentemente uma diminuição de temperatura. Nota: É extintor de CO², e não de pó químico, quer morrer?

TERCEIRO: Com nitrogênio líquido

Coloque as cervejas em um recipiente e despeje o nitrogênio líquido! Acabou!

Por que?

Essa parada tem a temperatura de -196°C, quando em contato com outra superfície ele inicia uma troca de calor, “roubando” e consequentemente diminuindo a temperatura de outro corpo. Só que, se com CO² você já poderia congelar facilmente a cerveja, neste então… é 1 minuto e tira logo! Nota: Não toque o nitrogênio, você pode sofrer graves queimaduras (é gelo mas queima!)

QUARTO: Com papel toalha molhado

Enrole a cerveja no papel toalha, molhe e coloque-as no freezer.

Por que?

O papel por ser fino e estar molhado, congela facilmente! Oferecendo uma ótima superfície de contato com a cerveja, gelando mais depressa! Simples né?

É isso, agora pode gelar sua breja, descansar depois de um dia longo de trabalho, ouvir aquele som ou assistir aquele jogo! Ou contar isso pros amigos no próximo churrasco!

Postado por Fábio (Grilo)


Suco de Limão ou Cerveja? Na segunda-feira, pode?

Pode tomar uma gelada de segunda-feira? Nesse calor meu amigo, sem dúvidas que sim. Saí de casa hoje pensando em tomar uma Stella, afinal, com essa gostosa não tem erro! Mas um rótulo me chamou atenção quando cheguei diante da geladeira no mercado. Claro que inicialmente rolou um preconceito por ser Kaiser, mas nesse calor a promessa de refrescância foi o suficiente, mesmo sabendo que a palavra refrescância não existe no dicionário!

O rótulo diz: 

Você sabe o que é KAISER RADLER?
Radler foi criada quando o alemão Franz Kugler misturou suco natural de limão com cerveja para refrescar ainda mais os clientes de seu bar, que ficava no final de uma trilha de ciclismo. Radler é uma receita que existe desde o século XX, uma bebida elaborada com cerveja e suco natural de limão para ter REFRESCÂNCIA EM DOBRO. 

60% Suco de Limão
40% Kaiser

economia-kaiser-radler-20131009-02-size-598

Sim, ela refresca de verdade. A sensação é mais parecida com a de tomar um suco do que cerveja. Talvez ficasse melhor se fosse 60% cerveja ou até mesmo 70%. O que predomina é realmente o gosto do limão, dando pra sentir de leve aquele bom gosto de cerveja. Como não sou degustador de cerveja profissional (óbvio) não identifiquei o gosto da Kaiser. Bem verdade é que eu talvez nem saiba como é realmente o gosto da Kaiser, mas pressuponho que seja ruim, em lembranças de anos atrás. Talvez tenha melhorado já que agora é feita pela Cervejaria Heineken. Essa bebida em questão é tipo Smirnoff Ice + Suco Limonada Do Bem + Cerveja. Vale a pena, as chances de você gostar são maiores do que a de não gostar. Mas que poderia ser 70% cerveja, poderia deveria!

Postado por Bruno Fortunato (Brunold)


Lupicínio Rodrigues, criador da dor de cotovelo!

Você já sofreu na vida? Teve alguma desilusão seja qual for? Mesmo? Ahhhhh não igual a esse cara… seria comédia se não fosse trágico, vai na minha!

Esse cara aí é Lupicínio Rodrigues, 4º filho de 20 irmãos(ãs), compositor brasileiro famoso pelas músicas que expressam muito sentimento, principalmente a melancolia de um amor perdido (bad!). Criador do termo DOR DE COTOVELO, do ato de debruçar em um balcão de bar, chapar o globo, chorar com aquela dor na peita, e tudo mais. Lupicínio buscou em sua própria vida a inspiração para suas composições, onde a traição e o amor andavam sempre juntos!

Ouvindo um som pensando nela!

Nunca foi um bom aluno, o negócio dele era a boemia, tomar aquela gelada, cantar, batucar e paquerar! Foi emancipado para servir ao exército como voluntário, foi promovido a cabo e conheceu Inah, iniciando aí sua peregrinação amorosa, perdidamente apaixonado pela nobre senhorita esta tornou-se uma grande musa inspiradora de sua obra. Noivou durante 5 anos mas tudo acabou porque… uhmmm… ah, ele explica nesse vídeo:

E ainda compôs uma música pra mina! Depois de pisotear seu coração, ele é um cara apaixonado! Ele tá machucado nesse vídeo, ele não sorri, ele lembra dos momentos bons apesar de tudo, pqp!

Depois de Inah, Lupi (como era chamado desde pequeno) ficou envolvido por mais 5 anos com Mercedes, para quem também dedicou algumas músicas, com destaque pra essa:

Aqui ele já tá mais puto, romântico… mas puto!

Enfim, esse cara deve ter passado por tantas histórias que a gente nem sabe, mas o barato é imaginar isso nas suas letras, como por exemplo essas daqui:

“Ela disse-me assim, tenha pena de mim, vá embora! Vais me prejudicar, ele pode chegar, está na hora…”

“… fazer do meu peito uma caixa de ódio, como um coração que não quer perdoar…”

Boêmio profissional, teve várias casas noturnas e restaurantes. Na década de 70, graças à iniciativa da Abril Cultural que lançou um disco contendo músicas de Lupi com intérpretes da nova geração, como Paulinho da Viola, Gal Costa, Gilberto Gil, Elis Regina e Caetano Veloso, Lupicínio foi redescoberto. Em sua última entrevista, quando perguntado sobre o que estava achando do panorama musical brasileiro, se não se sentia meio deslocado, respondeu com uma ponta de amargura (ainda não havia sido redescoberto) e outra de orgulho: ‘Eu não tenho nada com o ambiente musical brasileiro. Eu não sou músico, não sou compositor, não sou cantor. Não sou nada. Eu sou um boêmio”.

Aquele tipo de cara que só queria reunir os amigos, compartilhar experiências e desabafar tomando uma breja!

Compôs também o hino do Grêmio (“até a pé nós iremos, para o que der e vier, mas o certo é que nós estaremos, com o Grêmio onde o Grêmio estiver…”), e seus biógrafos acreditam que ele foi um dos precursores da bossa nova.

É, enche seu copo de pinga aí e chama a gente!

Postado por Fábio (Grilo)

 


Maldita Malaria!

Malaria

O que diferencia uma pessoa criativa de uma pessoa normal? O que faz uma ideia se destacar mais do que outras ideias? A resposta para essas perguntas podem levar a diversas respostas. Edson Oda me fez viajar com sua criatividade no curta Malaria. Esse sem dúvidas um dos melhores vídeos que eu já vi. Um dos mais criativo. Quem não conhece, assista. Não é novo, eu mesmo já vi a meses atrás, mas achei digno de ser compartilhado novamente. Cinco minutos muito bem aproveitados do meu dia. Para estudantes de cinema e apaixonados pela sétima arte. Maldita Malaria!

http://vimeo.com/56433514

 

 

Postado por Bruno Fortunato (Brunold)


Chali2na na House Party!

Ontem na Quadra da Rosas de Ouro em São Paulo, rolou o 5º aniversário da HOUSE PARTY! E o ESCUTO VINIL, BEBO CACHAÇA estava presente!

Este ano com a presença fóda do monstro Chali2na, membro, fundador e dono do timbre de voz pesado do JURASSIC 5!

Chali2na!

Na pista DJ Jeff Bass quebrando tudo enquanto uma roda era formada pela rapaziada dançando break, que ficava cada vez maior conforme a galera chegava. Rolou até uma batalha que era  bem aplaudida pela galera! Grafite rolando da rapaziada DAVILA, e a casa enchendo! aLeda com uma kombi envelopada preta xavoza, com um globo de luz verde dentro e um telão que sai no teto (!!!) distribuindo CD do Mc Crespo e seda ouro e prata (que foi de bom grado aos presentes, mandaram bem!).

Cerveja DEVASSA ($5) e BUDWEISER ($10!) gelada, Catuaba e água no mesmo preço da DEVASSA, logo…

2h da madrugada começa o Mc Crespo, achei fraco… até com participação de parte da bateria da Rosas de Ouro, na sequência Kl Jay mandando só pedrada, mas sabe quando uma hora enjoa? Depois começa o grande Black Alien com participação do Bnegão, mandando os sons do seu primeiro CD (Babylon By Gus Vol. 1 – O ano do macaco) e alguns sons novos junto, Bnegão acompanhando seu mano e mandando também seus sons que funcionaram muito bem acompanhado do DJ, sem os Seletores de Frequência. Rolou Planet Hemp e ainda fechou o show com Yo Quiero Fumar do Cypress Hill! O microfone tava meio baixo, poderia estar melhor…

Mas a bola da vez é ele né, CHALI2NA!

 

Eu (suspeitaço pra falar algo dele) achei fóda! Soube levar a galera só mandando pedrada uma atrás da outra, tanto seus sons de carreira solo como do Jurassic 5, representando no melhor estilo!

 

Galera curtindo, uns chapando, sem bagunça!

Aumenta o volume aí e curte alguns sons dele!

 

 

(Fechou o show com um trecho desse clássico!)

 

Postado por Fábio (Grilo)

 


Public Enemy + Beastie Boys + Anthrax

O que acontece sonoramente se você pegar o Public Enemy, convidar o Beastie Boys e o Anthrax e fazer um som juntos? O resultado só pode ser algo extremamente foda, que você pode conferir nesse vídeo. Old but gold! Essa apresentação aconteceu em 2004 no evento anual Hip Hop Honors, que homenageia grandes nomes do hip hop. Curte ae e aumenta o som!

 

Postado por Bruno Fortunato (Brunold)